Reeducação Alimentar: Novo Jeito de Fazer Dieta.

0
219

Reeducação alimentar significa adotar novos hábitos de alimentação. O objetivo é substituir as “tentações” do dia a dia por pratos balanceados e equilibrados, como saladas, grãos e carne magra. Não precisamos abolir pizzas, salgados, feijoadas e quindins do nosso cardápio, mas sim apreciar com moderação.

Crie metas e objetivos, assim é mais fácil você chegar onde deseja!

Algumas dicas para ter uma vida mais saudável:

  • Coma muita variedade, assim você garante energia, proteínas, vitaminas, minerais, fibras e gorduras suficientes para uma boa saúde;
  • Grãos, vegetais e frutas com fartura, estes contêm pouca gordura e fornecem a maior parte dos nutrientes de que você precisa;
  • Prefira as frutas inteiras, elas têm mais fibras do que os sucos, a mastigação facilita a assimilação dos nutrientes;
  • Experimente pães integrais de trigo, centeio, aveia, milho, bolinhos de fibra, mingau de grãos. Faça panquecas e waffers com farinha integral;
  • Evite gorduras. É a melhor prevenção contra o aumento de peso, ataque cardíaco e certos tipos de câncer;
  • Não frite as carnes. Procure assar, cozinha ou grelhar. Antes de temperar, retire a gordura e a pele de aves e carnes. Coma mais peixe;
  • Reduza os churrascos e os assados na brasa: a fumaça que impregna as carnes é cancerígena;
  • Use açúcar com moderação. Uma dieta rica em açúcar tem muitas calorias e nutrientes de menos, engorda sem nutrir, afeta os dentes e está ligada a vários tipos de doença;
  • Use sal com moderação, reduz o risco de desenvolver hipertensão;
  • Beba pouco álcool. Bebidas alcoólicas fornecem calorias, mas não nutrientes. Beber engorda e causa doenças;
  • Mantenha o peso adequado, isso reduz suas chances de ter pressão alta, doenças cardíacas, derrame, diabetes, certos tipos de câncer, etc;
  • Coma devagar e mastigue bem os alimentos;
  • Não fique mais que 4 horas em jejum;
  • Fazer de 5 a 6 refeições/dia. Respeitando os horários. Não pule refeições;
  • Combine os alimentos, procurando não misturar dois tipos de carboidratos na mesma refeição;

Exemplo: evitar arroz junto com macarrão, arroz com farinha, macarrão com batata. Escolha um ou outro.

  • Começar as refeições preferencialmente com saladas cruas ou frutas;
  • Usar queijos magros (ricota, minas, quark, requeijão light), leite e iogurtes desnatados;
  • Evitar: banha, toucinho, bacon, manteiga, nata, creme-de-leite, embutidos em geral (estes contêm além de gordura, muito sal);
  • Substituir os doces e sobremesas por frutas e sobremesas dietéticas;
  • Aumente a ingestão de líquidos, principalmente sucos naturais (como laranja, acerola, abacaxi, caju, limão, mexerica, morango, que contém vitamina C aumentando a absorção do ferro), água e chás;
  • Na última refeição do dia dê preferência a alimentos mais leves;
  • Leia os rótulos dos alimentos;
  • Manteha atividade física regularmente.

Comece agora a pôr em prática essas dicas. Seu corpo e sua mente agradecem!

Um grande abraço,

Dra. Fabiana Cruz Giacomin
Nutricionista
CRN/4 08101041
E-mail: fabigiacomin@yahoo.com.br